Poesia: viagem

Um barco flutuando no mar,
Ondulado e macio,
Para cá do horizonte,
Com o sol reflectido nas águas belas,
Com o cheiro das flores terrestres
E o relevo das montanhas,
Com os pássaros
A cantar o só-li-dó…
Um avião passando entre nuvens
E pensando na amizade que deixou para trás,
Sonhando,
Nessa viagem,
Com o amor,
A solidão
E a dor.   
Gonçalo Serpa; 7.ºD
(Professora, Anabela Borges)

Uma resposta

  1. Olá, Gonçalo! Espero que esta veia poética se venha a desenvolver. Nunca percas a vontade de sonhar e de analisar as coisas à tua volta como fazes neste bonito poema. Lembra-te: a poesia está em todo o lado!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: