Anorexia e Bulimia

(Continuação do trabalho desenvolvido em Estudo Acompanhado no âmbito do Projecto Educação para a Saúde.)
A alimentação é fundamental para a sobrevivência do ser humano.
O ser humano tem necessidades diferentes em relação à alimentação, de acordo com o metabolismo de cada um: há pessoas que precisam de comer muito e outras que precisam de comer pouco; há pessoas que engordam muito e outras que não engordam.
O ideal é cada pessoa seguir uma dieta alimentar adequada às suas necessidades, com o aconselhamento de um profissional, de forma a comer aquilo que lhe faz bem, evitando exageros, quer por excesso, quer por falta de nutrientes.
Quando alguém comete sacrifícios extremos em relação à alimentação, a ponto de se magoar, adoecer e até morrer, esses processos comportamentais designam-se por Anorexia e Bulimia. – São as duas doenças psicológicas relacionadas com dietas, mais comuns na adolescência.

  • As pessoas anorécticas recusam comer, ou comem em pequenas quantidades e, através de medidas extremas, mais tarde, deixam quase mesmo de comer. 
  • Apesar de ser resultante de pressões culturais e sociais, exercidas sobre as pessoas para serem magras, pensa-se que a anorexia nervosa está também relacionada com as alterações cerebrais que ocorrem na puberdade.  É uma perturbação psíquica que resulta numa grave depressão.
  • Com o decorrer do tempo, a Anorexia pode começar a provocar sintomas opostos e evoluir para Bulimia. No entanto, a Bulimia pode ser uma doença independente sem antecedentes. 
  •  A Bulimia é um mal-estar, uma perturbação psíquica que se traduz por uma espécie de delinquência alimentar e é uma faceta trágica duma grave depressão. 
  • A Bulimia consiste basicamente em ingerir quantidades enormes de alimentos, cerca de 50.000 calorias por dia (quilos de chocolate, latas de leite condensado, etc.) e depois provocar vómitos.
  • Apesar de ser bastante perigosa, a Bulimia é menos perigosa que a anorexia. Todas as características de personalidade descritas para a anorexia, também existem na Bulimia, mas com menos intensidade e o perfeccionismo e a obsessividade também são mais fracos. 

Para saberem mais, consultem os nossos trabalhos!
A Turma do 8.ºB e a professora Anabela Borges

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: