U.SOL em visita de estudo

 

Grupo da U.SOL na Torre dos Clérigos - Porto

Grupo da U.SOL em visita à Torre dos Clérigos - Porto

A Turma de Escultura do Clube de Artes da E. B. 2,3 Dr. Leonardo Coimbra da Lixa, no dia 2 de Março, visitou vários monumentos da Cidade do Porto e foi à Fundição em V. N. de Gaia aprovar as patines das esculturas em bronze feitas pelas alunas da U.SOL (Universidade Sénior Ocupacional da Lixa).
Nas últimas aulas de Escultura foram abordados vários “Estilos de Arte” ao longo dos séculos, representados na Arquitectura, Pintura e na Escultura. Assim, para consolidar a matéria viajámos na carrinha da Casa do Povo da Lixa até ao Porto e visitámos as seguintes igrejas: Clérigos, Carmelitas, Carmo, Santo Ildefonso e Congregados. Visitou-se também o antigo edifico da Faculdade de Ciências do Porto, Estação de S. Bento, Teatro S. João e outros edifícios de interesse cultural. Através destes monumentos, o grupo presente, pôde ver “com outros olhos” e comparar os elementos caracterizadores dos estilos: Clássico, Barroco, Barroco Rococó, Realismo, Neoclássico e Arte Nova.


Como são alunas de Escultura fizemos da Avenida dos Aliados uma sala de aula e observámos, “com olhos de Artista”, as 5 estátuas lá existentes. Começámos pela Estátua que presta Homenagem ao Ardina feita de bronze pelo Prof./Escultor Manuel Dias, que está ao nível do passeio perto da Igreja dos Congregados. Seguidamente, passámos para a parte central e na Praça da Liberdade ficámos maravilhados com o realismo da Estátua Equestre ao Rei D. Pedro IV, feita no século XIX pela Escultor Calmels. Subindo a Avenida dos Aliados deparámos com a beleza das Estátuas de mármore e bronze alusivas à Juventude e à Abundância realizadas nos anos trinta do século XX, pelo Escultor Henrique Moreira. Ficou para o fim a maravilhosa Estátua de bronze a Almeida Garrett, inaugurada no centenário da sua morte (1954). Este monumento de rara expressividade plástica fica na Praça Humberto Delgado, em frente à Câmara Municipal do Porto e é da autoria do Prof./Escultor Barata Feyo (foi Mestre da Escola Superior de Belas Artes do Porto e Escultor do Estado Novo). Esta estátua é riquíssima de valor iconográfico, do abandono ao academismo, de uma expressão dramática tão vincada que parece estar a declamar para uma multidão (tem postura física e teatral). Nela encontram-se vários elementos da linguagem plástica necessários para a compreensão de uma Obra de Arte Contemporânea.
Finalmente, para dar continuidade ao projecto “Rostos de Cristo”, fomos à Fundição em Gaia buscar os relevos em bronze patinados em tons de castanho e verde. Este conjunto de 15 relevos, cheios de realismo e expressividade, irão estar em exposição itinerante em vários locais religiosos no Vale do Sousa. Contudo é de levantar um pouco o véu e adiantar que a sua bênção será feita pelo Senhor Padre Joaquim no dia 2 de Abril, na Igreja Nova da Lixa.

Caros Costa
(Professor de Escultura do Clube de Artes)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: